O ceratocone é uma doença progressiva e bilateral que acomete a córnea (lente transparente na frente do olho) e se enquadra no grupo das distrofias corneanas. Em geral ela tem início na adolescência e tende a se estabilizar na idade adulta (após os 30-35 anos de idade).

A doença se caracteriza por uma deformidade na córnea, deixando ela “pontuda” e afinada, o que causa um alto grau de astigmatismo resultando em uma visão ruim e embaçada.

O tratamento do ceratocone consiste em melhorar a visão do paciente através de uso de óculos, lentes de contato rígida ou implante de anel intra-estromal. Algumas vezes em casos mais graves é necessário a realização de um transplante de córnea.

Quando o ceratocone está em progressão, um procedimento chamado crosslinking é realizado para estabilizar a evolução.

Autoria: Luís Eduardo Provensi – residente Hospital Universitário Evangélico Mackenzie